@seekpedro says:

@seekpedro says:

pedro. baiano. 18 anos. parks & rec, the office, 30 rock, joe brooks, justin bieber, jason mraz & etc.

5 motivos: para assistir à série “How I Met Your Mother” - parte 2

5incomotivos:

image

Só bastava uma coisa para que mesmo depois de nove anos, indicações de amigos e nosso primeiro post, você não se rendesse à série: um final controverso. Foi impossível fugir dos comentários variados sobre o último episódio de How I Met Your Mother nas redes sociais desde segunda-feira à noite, quando foi exibido nos Estados Unidos. Então, como convencer a alguém que resistiu tanto e só teve sua defesa para não assistir à série redobrada com os últimos 40 minutos do programa? A minha resposta é: a jornada é mais importante do que o destino. Todo mundo quer um final feliz, mas, na vida, poucas vezes isso acontece - e as pessoas esquecem de relembrar os bons momentos que viveram para chegar lá (mesmo este sendo um lugar ruim).

HIMYM pode ter acabado com um sabor amargo para muitos, mas para quem ainda não começou: as nove temporadas (ok, talvez 5) são algumas duas dezenas de episódios com muita diversão por 20 minutos. São 5 amigos morando em Nova York passando pelos anos mais descompromissados da suas vidas, ou seja: enquanto a caminhada valer a pena, o “fim” é só para lembrar que tudo acaba. Mas tudo que passamos juntos é o que levaremos para o resto de nossas vidas. Para quem ainda está triste (ou com raiva) do final, sugiro este post do Buzzfeed e este do Ligado em Série para relembrar tudo que você, Ted, Marshall, Lily, Robin e Barney passaram juntos.

Read More

2/2

5 motivos: para assistir à série “How I Met Your Mother”

5incomotivos:

image

É então, que depois de nove anos de muito suspense, saberemos como Ted conheceu a mãe de seus filhos. O season finale de uma das séries mais adoradas da internet vai ao ar nessa segunda-feira, 31, nos EUA, e algumas horas depois já deve estar disponível para download - o principal meio de se assisitir HIMYM ao longo de todos esses anos. A série cresceu junto com essa prática - de baixar séries -, o que gerou as maratonas madrugadas à dentro para mim, para você ou com certeza para alguém que você conhece.

image

Nove anos é tempo pra caramba. Nove anos de uma mesma história contada por Ted no ano de 2030 para seus filhos, sobre como conheceu a mãe deles. E me encontro aqui numa tarefa difícil. Como convencer a você, que até hoje não deu o braço a torcer e assistiu a série que todos seus amigos já assistiram e tanto falam que é excelente, a assistir a nove temporadas de uma séries que, admito, prega o doce artifício da ~enrolação~?

Read More

1/2

5 motivos: para assistir à série “The Good Wife”

5incomotivos:

image

É uma pena que durante seus cinco anos de vida, The Good Wife tenha sido ofuscada por fenômenos internacionais - Breaking Bad, Game of Thrones - e nacionais - Revenge, Scandal. Com a popularização da ideia de que “as melhores séries são de canais pagos (ou são britânicas, ou são exclusivas do Netflix)”, a série (provavelmente) enfrenta um preconceito de boa parte dos espectadores. E além do mais, não é “só mais uma série sobre advogados?”

Não, é muito mais que isso. É a história de Alicia Florrick, uma advogada que ficou sem praticar advocacia por 13 anos após trocar seu trabalho pelo bem-estar e criação de seus dois filhos. A trama mostra a ascensão pessoal (e profissional) dessa mulher que teve que enfrentar uma traição conjugal, preconceitos para conseguir voltar a trabalhar, dilemas morais da profissão, a invasão de sua vida pessoal por ter um relacionamento com uma figura pública e muito mais.

Read More

must-watch

cascadingletters:

Have you ever felt a potential love for someone?

Like, you don’t actually love them and you know you don’t, but you know you could. You realise that you could easily fall in love with them. It’s almost like the bud of a flower, ready to blossom but it’s just not quite there yet. And you like them a lot, you really do. You think about them often, but you don’t love them. You could, though. You know you could.

(via the-perks-of-being-ruby)